Tempo de viver

Depois de 14 anos, consegui parar para rever um filme que me apresentou à história chinesa e, de certa forma, à minha própria história. Tempo de viver (Huo zhe) acompanha a sofrida trajetória do casal Fugui e Jiazhen, da Guerra Civil aos primeiros anos depois da morte de Mao. O filme garantiu a seu diretor, Zhang Yimou – sim, o mesmo das cerimônias olímpicas -, dois anos de banimento do cinema chinês, em 1994. O governo, à época, viu na história uma crítica pesada à trajetória comunista do país. O verdadeiro espírito, porém, talvez se resuma às palavras do já idoso Fugui ao neto, que sonha um dia andar no lombo de um boi:

Você não vai andar num boi. Vai andar em trens e aviões. E a vida só vai melhorar.

Até qualquer dia.

3 opiniões sobre “Tempo de viver”

  1. Vi o filme: é realmente interessante e mostra um sofrimento que deixa os nossos no chinelo.

    Realmente o povo chinês merece o bom nível de vida que está gerando: nós é que temos que deixar de ser mariquinhas e encarar a vida de frente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s